Compartilhar

Conheça a história da carabina tática CTT 40 da Taurus

09/01/2017 - 19:34

No final da década de 90, a fabricante de armas brasileira Taurus buscou no mercado bélico referências para desenvolver uma nova série de metralhadoras de mão.

Engenheiros da marca criaram em 2011 uma submetralhadora leve, resistente e com grande poder de impacto psicológico. Com uma proposta inovadora, surgiu a SMT Taurus nos calibres .40 S&W e 9mm em módulos de fácil desmontagem e manutenção.

Um armamento robusto, confiável e competitivo não poderia ficar restrito aos Órgãos de Segurança Pública. Sendo assim, a Taurus lançou a Carabina Tática (CTT) para atender também o mercado civil de atiradores de competição, caçadores e colecionadores (CACs).

As submetralhadoras utilizam carregadores em aço, com capacidade de 30 cartuchos. O seletor de tiro/segurança e o retém do ferrolho possuem teclas ambidestras, assegurando versatilidade no seu uso.

Acompanhe o desempenho da CTT40 no vídeo abaixo: